Publicado por: masfg | maio 7, 2010

GESTAR II- Formação de Professores – Dia das Mães-

As  minhas queridas Colegas Professoras Cursista, Formadoras, Professoras   da Rede Municipal de Ensino, Diretoras, Vice Diretoras, Supervisoras, especialmente Renilda Rosa, Patricia,  Maria Augusta,  Prof Carmem,  Jane Marrie,  Nilza Consuelo,  minha mãe Virginia,  minhas irmãs,  Dorivam, Jurema e Dilza,  minha prima Professora Maria Helena Jucá,  minha  eterna Professora  Mara Hilleshaim,  minhas tias Maria Carneiro, Helena,  Tia dona, minhas primas Goreth,  Gloria Maria,  Marlene, Reseanne, Tereza Cristina, minhas amigas de infãncia Lenis, Luzia Helena,  Marineida,  Socorrinha, Simone Perna,  Santinha,  Gloria Braga,  minha amiga mestra,  Cássia Custódio,  Delcira Aparecida, Patricia Mustafa, Helk, Tatiana Carolina,  e demais amigas Professoras Formadoras do GESTAR II as quais tive o privilégio de conhecer e conviver.   

As compañeras  madres del Mastér- Formación de Professores-Lion-España, especialmente LEO. Mujer fuerte, guapa, valiente la cual yo  llamo de madre y amiga, Dios te bendiga)  Mulheres, fortes vencedoras, as quais chamo simplesmente de MÃES. Deus vos abençoe.

MÃE O MUNDO INTEIRO SE CURVA A TEUS PÉS, PORQUE  TU ES O EXEMPLO MAIS BELO DO PURO AMOR!

MINHA SINGELA HOMENAGEM A TODA VOCÊS QUE DE UMA MANEIRA ESPECIAL FAZEM PARTE DO MEU CAMINHAR..

 OBRIGADA AMIGAS!

BEIJO NO CORAÇÃO

                  

O Dia das Mães também designado de  Dia da Mãe teve a sua origem no princípio do  século XX,  quando uma  jovem  norte- americana, Anna Jarvis, perdeu sua mãe  e entrou em completa depressão.

Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a ideia de perpetuar a memória da mãe de Annie com uma festa. Annie quis que a homenagem fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas. Em pouco tempo, a comemoração e consequentemente o Dia das Mães se alastrou por todos os Estados Unidos e, em 1914, sua data foi oficializada pelo presidente Woodrow Wilson:  dia 9 de Maio.

Dados Históricos: A mais antiga comemoração dos dias das mães é mitológica. Na Grécia  antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses.

O próximo registro está no início do século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães. Era chamado de “Mothering Day”, fato que deu origem ao “mothering cake”, um bolo para as mães que tornaria o dia ainda mais festivo.

Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada em 1872 pela escritora Jùlia Ward Howe, autora de O Hino de Batalha da República.

No Brasil, em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data no segundo domingo de maio. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro,  determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.

Em Portugal, o Dia das Mães é celebrado no primeiro domingo de Maio.

Em Israel  o dia da mãe deixou de ser celebrado, passando a existir o dia da família em Fevereiro.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_das_M%C3%A3es


Responses

  1. Muito boa a Homenagem ao Dia das mães que sempre lutam pelos filhos.

  2. Em Portugal, o Dia das Mães é celebrado no primeiro domingo de Maio.

    Muito legal seu texto
    adorei
    tchau beijos
    nós amamos vc !!!

    bjsss dos seus alunos

  3. Mestra:
    Muito obrigada pelo carinho. Você sabe que tenho muitos filhos do coração, alguns possuem rabos e latem (rsrsrsrsrsrs).
    Deus a abençoe e que você continue sendo essa excelente mãe, que sempre soube, mesmo só, criar seus filhos dentro dos verdadeiros valores da vida.
    Bjs.
    Delcira

  4. “Tu és divina e graciosa, estátua majestosa do amor, por Deus esculturada e formada com ardor da alma da mais linda flor de mais ativo olor que na vida é preferida pelo beija-flor.Se Deus me fora tão clemente aqui neste ambiente de luz, formada numa tela deslumbrante e bela teu coração, junto ao meu lanceado, pregado e crucificado sobre a rósea cruz do arfante
    peito teu.
    Tu és a forma ideal, estátua magistral, oh alma perenal do meu primeiro amor, sublime amor.Tu és de Deus a soberana flor,
    tu és de Deus a criação que em todo coração sepultas um amor, o riso, a fé, a dor em sândalos olentes cheios de
    sabor em vozes tão dolentes como um sonho em flor.
    És láctea estrela, és mãe da realeza, és tudo enfim que tem de belo em todo resplendor da santa natureza(…)”

    Mãe:
    do Prov. may < maine < Lat. matre
    s. f.
    mulher ou qualquer fêmea que teve um ou mais filhos;
    mulher que dispensa cuidados maternais;
    mulher caridosa e desvelada;
    fig.
    origem;
    fonte.

    Beijo


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: