Publicado por: masfg | agosto 6, 2010

MEC-REUNI-UFTM -FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LINGUA ESTRANGEIRA.Teorias Linguísticas e Ensino de Lingua Estrangeira- Inglês e Español. Ensino de Língua Estrangeira e Cultura no Espaço Digital :BLOG como recurso pedagógico e interação

Ensino de Língua Estrangeira e Cultura no Espaço Digital :BLOG como recurso pedagógico e interação



A emergente sociedade da Informação impulsionada por um vertiginoso avanço científico num marco socioeconômico neoliberal globalizado e, sustentado pelo o uso generalizado das potentes e versáteis TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação) alcança  trocas de informação e de conhecimento em todos os âmbitos da atividade humana. Seus efeitos se manifestam de várias maneiras seja na esfera trabalhista, pessoal, afetiva e educacional.

De acordo com os PCNs(Parâmetros Curriculares Nacionais),os conhecimentos da informática estão fazendo parte da linguagem, dos códigos e das tecnologias, destacando as habilidades e competências que deverão ser desenvolvidas em informática. No entanto a simples presença de novas tecnologias nas escolas não é garantia de melhoria de qualidade na educação, pois a modernidade pode esconder um ensino tradicional baseado  na recepção e na memorização de informações.

Significativas mudanças na comunicação entre os seres humanos ocorreram com o surgimento da escrita e seus suportes, passando pela pedra, argila, madeira, papiro, pergaminho e papel. Quando este último passou a ser usado como o suporte preferencial – o que facilitava a troca de informações e a comunicação – ainda faltava velocidade para a sua circulação

Diferentemente do que à primeira vista se poderia supor, a invenção do papel não foi muito bem recebida na Europa, fato que, aliás, explica a lentidão, medida a séculos, de sua passagem de um país europeu a outro. Apesar de o papiro andar desaparecido desde o séc. VIII e de o pergaminho ser escasso, os europeus armaram-se de variados preconceitos contra o papel. (COSTELLA, 1984:32).

A invenção do trem a vapor a partir da primeira metade do século XIX alterou radicalmente as possibilidades de locomoção e comunicação entre as populações. Foi também nesse século que a humanidade viu a descoberta e o aperfeiçoamento de tecnologias importantes para a memória e a reprodução visual da realidade, assim como para sua distribuição: o telégrafo e o microfilme; a fotografia e o cinema. Também os ouvidos foram contemplados, com o gravador de som, o rádio e o telefone – se o primeiro permite o registro, o segundo estabelece a comunicação sonora em tempo real, enquanto o último permite interatividade. Por outro lado, a velocidade de locomoção é potencializada pela invenção do automóvel a gasolina e, no limiar do século seguinte, do avião. E o planeta passa a se ver pela televisão.

Todos estes novos meios instauraram uma outra organização do mundo, pelo seu potencial de comunicação, de aproximação entre realidades distantes, e também porque apresentam sempre uma maior possibilidade de reprodução.

A segunda metade do século XX assistiu aos pés do ser humano pisando na Lua e ao surgimento do satélite, do microcomputador e suas redes digitais, estes últimos baseados na tecnologia digital. A apropriação das tecnologias de informação e comunicação por parcelas cada vez maiores da sociedade e a incorporação às técnicas cotidianas contribuem para que surjam novas maneiras de estar no mundo e de relacionamento social, as quais agora passam a ser também mediadas pelas relações nominadas como cibernéticas. Esse tipo de relação não está restrito apenas ao uso da Internet, mas instaura-se, também, na comunicação não-presencial interativa, multidirecional e descentralizadora – a comunicação em rede. A rede não é o produto de tecnologias, mas o imbricamento destas com as relações e organizações sociais que foram se modificando ao longo do tempo nos diversos âmbitos: trabalho, lazer e educação.

A finalidade do processo educativo é proporcionar às gerações mais jovens os conhecimentos necessários para desenvolver-se na sociedade. A educação deve preparar para a vida, deve integrar a recriação do significado das coisas, a cooperação, a discussão, a negociação e a solução de problemas. Para tanto se deve utilizar metodologias ativas que favoreçam a interação entre os alunos, a interação social e a capacidade de comunicar-se, de colaborar; a mudança de atitudes, o desenvolvimento do pensamento e a descoberta do prazer de aprender, ao mesmo tempo em que se incentivam atitudes de cooperação e solidariedade. Estamos diante de uma nova tecnologia que requer um novo modelo de comunicação e, conseqüentemente, novas demandas cognitivas. A língua da Internet é o inglês e  “as aulas de língua estrangeira configuram espaços nos quais identidades são construídas conforme as interações entre professores e alunos e pelas representações e visões de mundo que se revelam no dia-a-dia. Objetiva-se que os alunos analisem as questões da nova ordem global, suas implicações e que desenvolvam uma consciência crítica a respeito do papel das línguas na sociedade” (PARANÁ, 2006, p. 31).

 

Várias estratégias são utilizadas para tanto, como o correio eletrônico, as videoconferências, as comunidades virtuais e, dentre essas, os blogs educativos exercem um papel relevante na interação pedagógica que deve existir no trinômio conhecimento, professor e aluno. Esta ferramenta de ensino, blog educativo, potencializa a interação social, a capacidade de comunicar-se, o desenvolvimento do pensamento e o prazer de aprender, na qual a construção coletiva do conhecimento se efetiva, e mais, permite acompanhar a aprendizagem do aluno, que é a grande finalidade de qualquer recurso didático pedagógico.Outro argumento positivo quanto ao uso dos blogs educativos é que será de domínio público, já que fica disponibilizado na internet e outras pessoas poderão visualizar e enviar comentários sobre o texto colocado em discussão

Os blogs são, na atualidade, o serviço mais popular da Internet para publicação pessoal na web, já que possibilitou que milhões de pessoas escrevessem, compartilhassem suas vivências, suas aflições, desejos pessoais e seus interesses profissionais.  A segunda é que os blogs são um meio de comunicação coletivo que promove a criação e circulação de informação original e veraz, e que provoca, com muita eficiência, a reflexão pessoal e social sobre temas que interessam aos indivíduos, aos grupos e à humanidade Portanto, esta ferramenta de caráter colaborativo é um instrumento ideal para os alunos, porque tem uma característica motivante: saber que seus posts são lidos e comentados por muitos leitores. São instrumentos excelentes para a avaliação formativa e contínua, já que permitem avaliar a redação e a qualidade da escrita hipertextual (links), capacidade de criar ligações, forma de redigir, de fazer comentários.

Conversando sobre Letramento Digital.(Pesquise no google para fazer a atividade)

1-O que  é letramento digital?

2- Na formação  continuada de professores, você considera importante as TICs por quê? Você as usa na sua sala de aula?

3-Produza um texto argumentativo sobre letramento digital.

WEB 2.0

Busque uma letra de musica na internet e monte um plano de aula em lìngua estrangeira inglês ou español.Lembrando que o plano deve contextualizar a cultura, cidadania e o  meio ambiente  com embasamento teórico. (utilize o google acadêmico.Pode ser feito em Língua materna Português do Brasil)

Poste no Blog.( na parte de comentários) deve ser feito em dupla.

Um beijo no seu coração e obrigada por sua atenção.






.

 


Responses

  1. – Letramento digital é conceituado pelo processo do homem em dominar um conjunto de informações e habilidades do mundo da informática; tornando mais ágil a relação entre a troca de informações e progresso em suas produções.

    – As Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) nos remetem uma grande importância quanto ao seu uso em sala de aulas no que diz respeito ao processo ensino-aprendizagem pela troca que existe entre educadores e educandos. Em minha prática pedagógica, uso as TICs muito pouco, pois, os número de aulas semanais são poucas. Mas faço uso delas nas atividades extra-classes com meus alunos.

    Considerações sobre letramento digital
    Percebemos cada vez mais, um grande crescimento voltado para o mundo da informática e isso apresenta uma necessidade maior de conhecimento sobre si. Ser letrado digitalmente é saber fazer uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) em favor do seu bem estar.
    No processo de educação já é visível a necessidade desse letramento pois nos deparamos com inúmeros sites educativos que necessitam que tenhamos ao menos um conhecimento prévio sobre o manuseio do computador de uma forma geral.
    Estabelecemos vínculos com alunos que são exímios navegadores da internet e estão antenados com o mundo “on line”; necessitando que nós educadores possamos fazer uso das TICs com o objetivo de tornar nossas aulas mais atrativas e produtivas. E que possamos levar até nossos alunos denominados “analfabetos digitais” a experiência de vivenciar algo novo e emocionante, sem falar que, a partir daí, estamos abrindo não apenas uma porta para o conhecimento mais sim um mundo de descobertas e aprendizagens.
    No entanto é instigante ser letrado digitalmente e estar conectado com as inovações tecnológicas. No início parece ser difícil, mas com o tempo e com a prática, isso se torna mais prazeroso e menos trabalhoso.

  2. -O que é letramento digital?
    É a capacidade de se comunicar através de linguagem digital e mensagens eletrônicas,
    2- Na formação continuada de professores, você considera importante as TICs por quê? Você as usa na sua sala de aula?
    Extremamente importante . Com a crescente transformação do mundo, a globalização e informatização digital, nós professores, prinicipalmente, temos a responsabilidade não só de adquirir conhecimento digital mas também de ensina-lo, tendo em mente a importância que esse recurso tem e terá na vida de nossos alunos e posteriormente integrantes de um concorrido mercado de trabalho.
    Mesmo sem os recuros necessários para a administrração desse poderoso aliado ( TICs), procura-se desenvolver no aluno o interesse ou a curiosidade a respeito de assunto que muitas vezes eles ainda não conhecem, através de trabalhos envolvendo pesquisa na internet, ou mesmo envolvendo sites de relacionamento que eles tanto gostam. Acredita-se que atraves desses sites, obtem-se uma mobilidade maior quanto a interação entre pessoas de culturas, línguas, continentes diferentes com a rapidez que os sitemas convencionais não teriam condições de promover.

    3-Produza um texto argumentativo sobre letramento digital
    Letramento digital nada mais é do que a capacidade de se comunicar atraves de dígitos, literalmente falando. Contudo essa capacidade vai além do literal. Toda uma rede de informação criada, capacita uma pessoa a digitalizar-se. Com o conhecimento e criatividade pode-se até criar uma nova linguagem a partir de outra, ou mesmo uma linguagem totalmente nova.
    Não se consegue falar de letramento digital sem falar de globalização. O nosso mundo de hoje é extremamente exigente com quantidade e a qualidade do conhecimento adquirido. Já não basta mais apenas sentar-se numa cadeira de faculdade e estudar três anos para adquirir um diploma. Hoje o mundo é resumido a um passo a frente, temos que ir além. Além de nossas capacidades, além de nossos limites, além de imposições, além de regras e contextos.
    Nossa capacitação não vem mais somente dos livros e professores, os próprios professores vao alem dos livros. Perdeu-se a convenção.A imangem de professor de óculos, na frente da sala, com aquela cara carrancuda, de quem sabe tudo, não convence mais. O professor de hoje tem que ser mais. Tem que dar mais, conhecer mais, saber mais, reciclar-se:”quem não se reclica, se estrumbica”ou seria “quem não de digitaliza se estrumbica?”
    A internet, pode-se dizer, é um grande e capacitado infinito, concorrente do professor. Mas isso não é de todo ruim. Acredito que essa condição nos abriu os olhos, porque a partir dai , nos impulsionamos na direção de adquirir mais recursos para não nos tornar obsoletos. Acredito que essa constante disputa despertou nos profissonais da educação uma capacidade camuflada, talvez por convencionalismos ou imposições não justificadas:a reaproximação entre os seres humanos, nesse caso espoecifico, aluno-professor e professor-aluno.
    Deixou-se de ser o professor inalcansavel em seu conhecimento sagrado para ser o professor orientador, aquele que gosta e prefere dividir com seus alunos seus conhecimentos. Mesmo porque não temos os mesmos recursos,nem mesma capacidade muito menos a rapidez que o conhecimento digital tem pra interagir com as outras pessoas.
    Nós como seres humanos pensantes, chegamos a um consenso e aceitamos que a internet, o computador, é um importante aliado para difundir conhecimentos. Damos as mão e juntos vamos fazer desse mundo e de nossas crianças, algo melhor, algo crítico e capaz de procurar seus próprios caminhos e chegar as suas próprias conclusões.

  3. Letramento digital significa não apenas saber como utilizar as tecnologias digitais, mas entrar em contato com ele de maneira significativa, entendendo seus usos e possibilidades em nossa vida social, pois através do computador, as pessoas praticam a leitura e a escrita, se comunicam e interagem, tornam-se sujeitos de informação.
    2. As TIC’S são importantes porque o computador e a internet causaram uma explosão na maneira de comunicar-se e obter informações. Através desses meios de comunicação podemos obter informações de qualquer lugar do mundo. E é na escola, através dos conhecimentos do professor, que é um mediador de ensino, que o aluno tem contato com o computador e adquire conhecimentos culturais do mundo digital. Sempre que o laboratório de informática está disponível na escola, eu realizo trabalho com meus alunos.
    3.Entendemos por letramento digital a capacidade que o indivíduo tem de responder às demandas sociais que envolvem a utilização dos recursos tecnológicos e da escrita no meio digital. O letramento digital é mais que um conhecimento técnico.
    Segundo Carmo (2003), “habilidades para construir sentido a partir de textos multimodais, isto é, textos que mesclam palavras, elementos pictóricos e sonoros numa mesma superfície. Inclui também a capacidade para localizar, filtrar e avaliar criticamente informações disponibilizadas eletronicamente”. É a capacidade que o ser humano tem de manusear naturalmente com agilidade as regras da comunicação em ambiente digital.

    Para Soares (2002), não existe “o letramento”, mas, “letramentos”, a tela do computador se constitui, neste sentido, como um novo suporte para a leitura e escrita digital. Segundo ela, a tela é considerada como um novo espaço de escrita e traz mudanças significativas nas formas de interação entre escritor e leitor, entre escritor e texto, entre leitor e texto e até mesmo entre o ser humano e o conhecimento. O surgimento de novas tecnologias tem modificado muitas atividades na vida moderna e tais modificações também atingiram o processo de ensino-aprendizagem, levando os estudiosos da educação e a pesquisarem sobre as consequências dessas novas práticas sociais e e uso da linguagem na sociedade.
    O crescente aumento no uso do computador, da internet, do cartão magnético, do celular, caixa eletrônico, na vida social tem exigido dos cidadãos a aprendizagem de comportamentos e raciocínios específicos. E por encontrar com essas tecnologias a todo momento, no dia-a-dia das pessoas é que podemos perceber a importância do letramento digital.

  4. Plano de aula – “What a wonderfull world” – Louis Armstrong
    9º ano do Ensino Fundamental e 1º ano do ensino Médio

    Objetivo: Enfatizar o uso do verbo to can e o Simple Present através do estudo contextualizado da cultura, cidadania e meio ambiente através do uso das Tecnologias da Informação e Comunicação. Comparar aspectos da cultura inglesa e brasileira.

    Justificativa: O conhecimento da Língua Inglesa nos remente ao estudo e conhecimento da cultura de alguns países que a possuem como língua materna. O presente plano buscará apresentar atitudes relacionadas da cultura inglesa à nossa cultura, bem como questões de cidadania e meio ambiente.

    Conteúdos: Verbo to can, Simple Present.- revisão

    Avaliação: A avaliação será contínua e formativa.

    Material didático: laboratório de informática.

    1º momento: os alunos desenvolverão uma pesquisa relacionada aos aspectos da cultura inglesa e, ao mesmo tempo como nós brasileiros agimos diante desse comportamento, ou seja, os alunos farão um confronto entre atitudes da cultura inglesa e da brasileira.
    2º momento: a partir da pesquisa realizada, os alunos buscarão interpelar a cultura inglesa e brasileira com questões voltadas à cidadania. Apresentando em seu trabalho ações cidadãs ocorridas no Brasil e na Inglaterra, bem como descrevê-los e falar sobre seus líderes.
    3º momento: após ouvir ou assistir vídeo da música “What a wonderfull world” – Louis Armstrong, e compreender a mensagem da mesma, os alunos, baseados na pesquisa realizada e o confronto entre a cultura inglesa e brasileira produzirão um vídeo no Movie Maker utilizando a referida música, imagens coletadas da internet e anotações pessoais. Tudo em consonância com a mensagem apresenta pela canção.

  5. 1-O que  é letramento digital?Por Letramento Digital compreende-se a capacidade que tem o indivíduo de responder adequadamente às demandas sociais que envolvem a utilização dos recursos tecnológicos e da escrita no meio digital.
    O letramento digital é mais que o conhecimento técnico. Ele inclui ainda, segundo Carmo (2003), “habilidades para construir sentido a partir de textos multimodais, isto é, textos que mesclam palavras, elementos pictóricos e sonoros numa mesma superfície. Inclui também a capacidade para localizar, filtrar e avaliar criticamente informações disponibilizadas eletronicamente”. É a capacidade de manusear naturalmente com agilidade as regras da comunicação em ambiente digital.
    Para Soares (2002), não existe “o letramento”, mas, “letramentos”, a tela do computador se constitui, neste sentido, como um novo suporte para a leitura e escrita digital. Segundo ela, a tela é considerada como um novo espaço de escrita e traz mudanças significativas nas formas de interação entre escritor e leitor, entre escritor e texto, entre leitor e texto e até mesmo entre o ser humano e o conhecimento.
    Para Soares, essas transformações têm desdobramentos sociais, cognitivos e discursivos, “configurando assim, um letramento digital”. Uma pessoa letrada digitalmente necessita de habilidade para construir sentidos a partir de textos que compõem palavras que se conectam a outros textos, por meio de hipertextos e links; elementos pictóricos e sonoros. Ele precisa também ter capacidade para localizar, filtrar e avaliar criticamente informação disponibilizada eletronicamente, e ter familiaridade com as normas que regem a comunicação com outras pessoas através dos sistemas computacionais.
    Segundo Barton (1998 apud Xavier, 2007) como existem vários tipos de letramento, o letramento digital seria um tipo e não um novo letramento imposto à sociedade hodierna pelas novas tecnologias. Para ele os tipos de letramento mudam porque são situados na história e acompanham a mudança de cada contexto tecnológico, social, político, econômico ou cultural numa sociedade. O letramento também pode ser transformado pelas instituições sociais que estão em constante relação de luta pelo poder e acabam por influenciar a comunidade a aprender o tipo de letramento que lhe é dado como oficial, portanto deve ser assimilado.
    Assim, o que anda ocorrendo atualmente é uma adoção do tipo de letramento alfabético para o digital. Para Xavier, o “alfabético está servindo de apoio para a aprendizagem do letramento digital”. Em plena era da informação a gama de conhecimento que é gerado a cada momento, a aquisição do letramento alfabético, se torna um meio de alcançar a cidadania. Não se esquecendo que para que haja de fato conhecimento é necessário a absorção crítica das informações.
    Xavier (2007) diz que “a principal condição para a apropriação do letramento digital é o domínio do letramento alfabético pelo indivíduo”. Isto quer dizer que um indivíduo só pode utilizar plenamente as vantagens da era digital à sua necessidade se tiver aprendido a escrever, a compreender o lido, se tiver dominado o sistema alfabético ao ponto de ter alcançado um grau elevado das convenções ortográficas que “orientam o funcionamento da modalidade escrita de uma língua”. Em síntese, apenas o letrado alfabético tem a qualificação para se apropriar totalmente do letramento digital.
    Referência: http://www.artigos.com/artigos/humanas/letras/letramento-digital-7482/artigo/

    2- Na formação  continuada de professores, você considera importante as TICs por quê? Você as usa na sua sala de aula? Sim, considero extremamente importante a consideração das TICs na formação continuada por se tratar de um novo campo do conhecimento que o professorado ainda não domina plenamente. Ainda, considero importante porque nos encontramos em um mundo de nativos digitais que se apropriaram de novas formas de se comunicarem e de aprenderem, e para que os professores atinjam essa clientela é necessário falarmos a “língua deles”, afinal a maioria de nós professores não teve uma formação que abrangesse os letramentos múltiplos.
    -Produza um texto argumentativo sobre letramento digital. Enquanto educadores para a vida não podemos nos esquecer de que os nossos alunos precisam ser não apenas letrados, mas letrados digitalmente. O letramento digital requer habilidades muito especificas dos discentes, como por exemplo a habilidade de ler textos multimodais que exigem a análise e interpretação de imagens comumente utilizadas no meio digital. A Gramática Visual de Kress e van Leeuwen (1996) pode trazer grandes contribuições para os professores em formação e já formados. O professor deve ter a noção de que os letramentos são múltiplos, ou seja, ao ensinarmos o letramento digital é necessário abrangermos o letramento crítico que é compreendido pela habilidade de se posicionar criticamente diante de um texto repleto de ideologias, assim geraremos condições para que a inclusão social seja efetiva em nosso país e que os cidadãos possam participar na organização social e que suas vozes sejam ouvidas.

  6. GARTOTA DE IMPANEMA – Tom Jobim
    Versão: inglês
    GAROTA DE IPANEMA
    Tom Jobim
    Olha que coisa mais linda,
    mais cheia de graça
    É ela menina
    que vem que passa
    Num doce balanço
    caminho do mar
    Moça do corpo dourado
    do sol de Ipanema
    O seu balançado
    é mais que um poema
    É a coisa mais linda
    que eu já vi passar
    Ah, porque estou tão sozinho
    Ah, porque tudo é tão triste
    Ah, a beleza que existe
    A beleza que não
    é só minha
    que também passa sozinha
    Ah, se ela soubesse
    que quando ela passa
    O mundo sorrindo
    se enche de graça
    E fica mais lindo
    por causa do amor
    THE GIRL FROM IPANEMA
    Astrud Gilberto
    Tall and tan and young and lovely
    the girl from Ipanema goes walking
    and when she passes
    each one she passes
    goes ahhh
    When she walks she’s like a samba
    that swings so cool and sways so gently
    that when she passes
    each one she passes
    goes ahhh
    Oh, but he watches so sadly
    How can he tell her he loves her
    Yes, he would give his heart gladly
    but each day when she walks to the sea
    she looks straight ahead not at he
    Tall and tan and young and lovely
    the girl from Ipanema goes walking
    and when she passes
    each one she passes
    goes ahhh
    the girl from Ipanema goes walking
    and when she passes he smiles
    but she doesn’t see
    she just doesn’t see
    PLANO DE AULA

    1.Conteúdo: VERB – Presente Tense. Diversidade cultural – Brasil .

    2.Recursos: letra da música The girl from Ipanema, Garota de Ipanema.
    Data show. Vídeo da música nas duas línguas
    .http://www.youtube.com/watch?v=x-JWgsvD-bw

    3.Estratégias: – trabalhar com a letra da música, inter-textualizando , retirando os verbos no presente, pra explicar como verbo, usando na língua inglesa ou portuguesa tem o mesmo objetivo e na maioria das vezes desempenha a mesma função sintática e semântica nas duas línguas.

    4.Objetivos: trabalhar as diferenças dos padrões social de beleza. Comparar esse padrão com o norte-americano e com o inglês.
    – diferenciar as preferências, tanto de homens quanto de mulheres e países o que se refere a beleza.
    5.Avaliação: – avaliar como os alunos reagem quando há um choque de realidade e diversidade cultural.
    – observar a diferença de opiniões .
    – analisar a capacidade de identificar os verbos a partir de um texto dado.
    – avaliar a capacidade de diferenciar os verbos em todas as pessoas do tempo presente.

  7. 1-O que  é letramento digital?
    O letramento digital é quando um indivíduo adquiri o conhecimento de uma tecnologia e sabe usá-la nas práticas sociais podendo ser este um conhecimento fraco (básico) ou forte (avançado). Apesar de presente na vida dos alunos, o letramento digital ainda não é uma realidade nas escolas. É saber como usar as tecnologias aprendidas a seu favor e em prol da sociedade, ou seja, significa que além do domínio de “como” se utiliza essa tecnologia, é necessário se apropriar do “para quê” utilizar essa tecnologia. Letramento digital, portanto, é não apenas saber como utilizar as tecnologias digitais, mas entrar em contato com ela de maneira significativa, entendendo seus usos e possibilidades em nossa vida social.

    2- Na formação  continuada de professores, você considera importante as TICs por quê? Você as usa na sua sala de aula?

    Na escola, contribuir para o letramento digital significa apresentar oportunidades para que toda a comunidade possa utilizar as “tecnologias de informação e comunicação” como instrumentos de leitura e escrita que estejam relacionadas às práticas educativas e com as práticas sociais desses grupos.
    Devemos utilizar a internet como espaço de aprendizagem, desenvolve ações embasado no conceito de letramento digital, focando: pesquisar na internet, publicar na internet e comunicar-se digitalmente, trabalhar com imagens, navegar em textos da web, etc. Outros recursos, como o site de relacionamentos “Orkut”, enciclopédia virtual, as comunidades de aprendizagem e o ensino a distância também são aliados no processo de letramento digital. Porém, apenas o uso de mídias não é suficiente. É necessário a presença de um professor (educador) letrado digitalmente para mediar o processo de letramento digital dos alunos.
    Na prática, utilizo a tecnologia em sala de aula por meio de buscas e pesquisas de temas propostos em sala, pela escola, ou pelo professor, além de projetos musicais na qual os alunos devem pesquisar uma música e apresenta-lá de forma cantada, incluindo a biografia da cantora e do compositor da música escolhida, e se houver uma história para que aquela música foi composta, também deve ser apresentada. É uma forma de deixá-los escolher o que querem fazer (visto que escolhem a música e como vão apresentá-la), e isso traz um comprometimento ainda maior com o trabalho e a responsabilidade de cada um em fazer o seu melhor.

    3-Produza um texto argumentativo sobre letramento digital.

    No mundo globalizado e informatizado em que estamos inseridos na atualidade, notamos a importância do letramento digital para o desenvolvimento do conhecimento e de práticas de ensino-aprendizagem. O educador (professor) deve proporcionar aos alunos o aprimoramento destas tecnologias emergentes, através do uso de ferramentas como internet, blogs, páginas de relacionamento, plataformas de ensino, entre outros.
    Sabemos que o letramento digital é quando um indivíduo adquiri o conhecimento de uma tecnologia e sabe usá-la nas práticas sociais podendo ser este um conhecimento fraco (básico) ou forte (avançado), ou seja, não é somente saber “como” usar uma tecnologia, mas sim, “para quê” utilizá-la, qual a finalidade, o propósito. Para isso precisamos de contar com educadores letrados digitalmente para que esse processo se conclua e se obtenha os resultados esperados.
    Sabemos também que os nossos alunos, já são “nativos digitais” pois têm contato com as tecnologias e suas ferramentas desde de muito novos, portanto o que devemos fazer, é lapidar esse conhecimento pré-adquirido de forma autodidata, voltando-o para a pesquisa e desenvolvimento de conhecimentos que vão contribuir para seu aprendizado escolar e social.
    Acreditamos que o letramento digital é de importância fundamental para os alunos e principalmente para os professores, que devem se interar das tecnologias, para não se tonarem analfabetos tecnológicos e excluídos do mundo digital.

    WEB 2.0

    Com esta música, podemos trabalhar com alunos de 6° , 7° e 8° ano:
    Treinar a audição, ouvindo a música e tentando identificar as palavras em inglês (que os alunos conheçam).
    – Apresentação da música
    – Apresentação de clip (diferente)
    Vocabulário de palavras simples e fáceis (tradução da música).
    Biografia dos compositores (cultura, localidades, estilos musicas)
    Biografia da cantora (da versão escolhida – cultura, localidades, estilos musicas).
    Gramática de forma simples e clara do “Simple Present Tense”.
    Qual a mensagem que esta música passa ou gostaria de passar.
    Reflexão: como o homem está destruindo este “Mundo Maravilhoso” exposto na música, e o que nós podemos fazer “hoje”, para que no futuro essa música não se torne apenas boas lembranças de como o mundo “foi” maravilhoso.

    Clip disponível no endereço:

    Plano de aula:
    Aluna: Priscila de Oliveira Garcia Reis
    Data: 07/08/2010

    What A Wonderful World
    Céline Dion (interprete)
    Composição: George Weiss, Robert Thiele

    I see trees of green, red roses too
    I see them bloom for me and you
    and I think to myself, what a wonderful world
    I see skies of blue and clouds of white
    the bright blessed day, dark sacred night
    and I think to myself, what a wonderful world
    the colors of the rainbow, so pretty in the sky
    are also on the faces of people going by
    I see friends shaking hands, saying “how do you do?”
    they’re really saying “I love you”
    I hear babies crying, I watch them grow
    they’ll learn much more than I’ll ever know
    and I think to myself, what a wonderful world
    yes, I think to myself, what a wonderful world
    I see trees of green, red roses too
    I see them bloom for me and you
    and I think to myself, what a wonderful world

    Que Mundo Maravilhoso
    Eu vejo arvores verdes, rosas vermelhas também
    Eu vejo elas florescerem pra mim e você
    E eu penso comigo, que mundo maravilhoso
    Eu vejo o céu azul e nuvens brancas
    O dia iluminado abençoado, a noite escura sagrada
    E eu penso comigo, que mundo maravilhoso

    As cores do arco-íres, tão lindas no céu
    Também estão nos rostos das pessoas passando
    Eu vejo amigos apertando as mãos, dizendo “como vai?”
    Eles estão realmente dizendo “Eu amo você”

    Eu ouço bebês chorando, eu os assisto crescer
    Eles vão aprender muito mais do que eu vou saber
    E eu penso comigo, que mundo maravilhoso
    Sim, e eu penso comigo, que mundo maravilhoso

    Eu vejo arvores verdes, rosas vermelhas também
    Eu vejo elas florescerem pra mim e você
    E eu penso comigo, que mundo maravilhoso

  8. Tenho feito constante uso das TICs e isso tem tido bons resultados. O uso do computador e da internet contribuiu com a motivação dos alunos e visto que os espaços na internet são ilimitados, posso fazer atividades bem variadas. As aulas também fluem mais rápido quando são oferecidas boas condições de acesso à internet, pois o aluno pode me enviar as tarefas de sua própria residência, não tendo que esperar pela próxima aula para fazê-lo.

  9. O que é letramento digital?
    É um conjunto de conhecimentos que permite às pessoas participem de atividades práticas mediadas por computadores ou outro aparelho eletrônico. O letramento permite ao aluno a habilidade de construir sentido a partir de textos que mesclam palavras( escrita), sons( audição) , e saibam filtrar, procurar e avaliar informações que regem uma comunicação.
    Na formação continuada de professores, você considera importante as TICs por quê? Você as usa na sua sala de aula?
    È muito importante que seja trabalhado as TICs nos programas de formação continuada de professores, pois elas promovem a cultura e a formação essencial ao desenvolvimento da sociedade da informação e propõe uma visão estratégica. Quando trabalho em ambientes que permitem utiliza-las, eu as utilizo em sala de aula para que os alunos se interessem mais e aprendam de uma forma diferente.

    Uma vez que o aluno já tenha adquirido conhecimento de tecnologias, ele deve entrar em contato com ela, saber utilizá-la de forma prática entendendo seus usos e possibilidades. Isso é letramento digital, deve-se ter cuidado para não confundir letramento com alfabetização. Pois, na alfabetização o aluno adquire a tecnologia de ler e escrever, no letramento ele precisa saber utilizar a tecnologia na prática.
    De acordo com Magda Soares, letramento é o estado ou condição de quem exerce as práticas sócias de leitura e de escrita, de quem participa de eventos em que a escrita é parte integrante da interação entre pessoas. Portanto, para que isso se concretiza é necessário que se domine a escrita, e quando esta for aplicada deve-se ser capaz se participar de situações sociais que exigem a leitura e a escrita a partir das necessidades do meio em que vive.
    Durante a formação continuada de professores é importante que ele tenha as TICs como ferramentas que irão auxiliá-los em seu trabalho. Pois, elas são tecnologias e instrumentos usados para compartilhar, e distribuir informações, utilizando as para se comunicar, individualmente ou em grupo. O que auxilia os professores, e atrai os alunos.
    Portanto, para que haja o letramento digital os professores devem estar interessados e ávidos com novos conhecimentos de tecnologia e saber utiliza-los em sala de aula, para que haja uma maior interação entre aluno e professor e torne as aulas de Língua Estrangeira mais proveitosas.
    Aluna: Rosa Maria
    Curso de Formação Continuada da UFTM- Teorias Linguísticas e Ensino de Língua Estrangeira Inglês e Espanhol.

  10. Olá!

    Sou Andréa Centeno, aluna do curso de Extensão da UFTM.
    Estou cursando também pós-graduação pela UFMG em caráter EAD (Ensino de Línguas Mediado por Computador) e que vem me auxiliando muito em relação à novas tecnologias.
    Sempre fui fascinada em aprender coisas novas e, de uma forma geral, acredito que todos os cursos que me são oferecidos trazem assuntos diferentes e promovem uma atualização constante, pois educadores que somos, devemos sempre estar em constante aperfeiçoamento.

    Assim sendo, respondo às perguntas propostas pela Professora Magna a seguir:

    1)O que é letramento digital?
    Antes de entendermos letramento, é preciso compreender o que seja alfabetização, ou seja, o processo de decodificação que as pessoas fazem. Essa decodificação não é um processo simples. É preciso haver uma sistematização e procedimentos adequados para que ela ocorra. Por outro lado, esse mesmo processo de decodificação fica apenas no âmbito linear, não havendo uma profundidade no processo. Essa profundidade se dará em outra etapa, que acontecerá logo em seguida, ou seja, o letramento, que não é apenas a decodificação pura e simples, mas a leitura de mundo, a leitura das “entrelinhas”. Promover essa transição no indivíduo, ou seja, aumentar sua capacidade de decodificação simples (alfabetização) e passar para o reconhecimento dos aspectos que circundam o mundo (letramento), não é tão simples assim. Dessa forma, entra uma reflexão: como letrar digitalmente alguém se até mesmo o próprio professor ainda está na “alfabetização digital”? Isso sem contar, que na grande maioria, encontramos profissionais que nem acesso à novas tecnologias têm. Assim sendo, podemos definir que letramento digital vai além da digitação das palavras e do reconhecimento das teclas. Letramento digital é a navegação livre e consciente num mundo
    repleto de coisas novas, de propostas novas e que devem ser filtradas para melhor ser trabalhadas, pois sem objetivos claros e ética, o mundo digital também nos oferece riscos, bem como o mundo real.

    2)Na formação continuada de professores, você considera importante as TICs por quê? Você as usa na sua sala de aula?
    Com certeza! Vivemos num mundo em constante modificação e as tecnologias estão presentes e se modificando com a mesma rapidez. Dessa forma, os alunos que temos, que podem ser considerados “nativos digitais”, segundo Prensky (2001), dominam tais tecnologias com maestria. Nós, educadores e, consequentemente, “imigrantes digitais”, temos por obrigação acompanhar tais mudanças, pois, caso contrário, cairemos no ensino tradicional e monótono que permeiam algumas escolas atualmente, as quais registram altos índices de alunos evadidos, uma vez que as mesmas passam a ser desestimulantes para os mesmos. Assim, estar em constante aperfeiçoamento faz com que tenhamos mais recursos e técnicas produtivas e estimulantes.
    Como aluna do curso de pós-graduação em novas tecnologias, tive o privilégio de conhecer e poder trabalhar com meus alunos diferentes atividades virtuais, que podem ser vistas pelo endereço do meu blog: http://www.teacherandreacalling.blogspot.com.

    3) Produza um texto argumentativo sobre letramento digital.
    Ser letrado atualmente é um requisito básico para que haja a promoção da cidadania, uma vez que o indivíduo passa a ser mais crítico e autônomo em suas decisões.
    Reconhecer e ser reconhecido em seu ambiente, torna esse mesmo indivíduo um protagonista no processo de construção para uma sociedade mais justa e igualitária.
    Não é uma tarefa fácil! Porém, não é impossível! Obstáculos sempre estarão presentes e consequentemente a força de vontade tornar-se-á fator de diferenciação nesse mesmo processo. Ser letrado num mundo onde as informações são veiculadas com espantosa velocidade, é uma das atividades que melhor traduzem a liberdade de expressão. Dessa forma, como é sabido que pessoa consciente pode ser sinônimo de pessoa que promoverá um certo problema para um governo autoritário, o papel do professor torna-se ainda mais desafiador.
    É preciso letrar, mas ao mesmo tempo instruir. É preciso ter objetivos claros e ao mesmo tempo é preciso formar pessoas críticas, pois só através do conhecimento é que podemos transformar um mundo, uma sociedade. Assim sendo, cidadãos que possam promover sua libertação de ideias, podem doravante buscar seus direitos de expressão em um governo repressor.

    WEB 2.0
    Busque uma letra de musica na internet e monte um plano de aula em língua estrangeira inglês ou español. Lembrando que o plano deve contextualizar a cultura, cidadania e o meio ambiente com embasamento teórico. (utilize o Google acadêmico. Pode ser feito em Língua materna Português do Brasil)
    4)Eu (Andréa C. Centeno Rodrigues da Cunha) e Rosa Maria de Oliveira, optamos pela música de Michael Jackson (Earth Song), que pode ser acessada pelo site:

    Earth Song
    Michael Jackson

    What about sunrise?
    What about rain?
    What about all the things
    That you said we were to gain?
    What about killing fields?
    Is there a time
    What about all the things?
    That you said was yours and mine
    Did you ever stop to notice
    All the blood we’ve shed before
    Did you ever stop to notice
    This crying Earth, its’ weeping shore

    Aaaaaaaaah Oooooooooh
    Aaaaaaaaah Oooooooooh

    What have we’ve done to the world?
    Look what we’ve done
    What about all the peace
    That you pledge your only son?
    What about flowering fields?
    Is there a time
    What about all the dreams?
    That you said was yours and mine
    Did you ever stop to notice
    All the children dead from war
    Did you ever stop to notice
    This crying Earth, its’ weeping shore

    Aaaaaaaaah Oooooooooh
    Aaaaaaaaah Oooooooooh

    I used to dream
    I used to glance beyond the stars
    Now I don’t know where we are
    Although I know we’ve drifted far

    Aaaaaaaaah Oooooooooh
    Aaaaaaaaah Oooooooooh (twice)

    Hey, what about yesterday
    (What about us)
    What about the seas
    (What about us)
    Heavens are falling down
    (What about us)
    I can’t even breathe
    (What about us)
    What about apathy
    (What about us)
    I need you
    (What about us)
    What about nature’s worth
    (ooo, ooo)
    It’s our planet’s womb
    (What about us)
    What about animals
    (What about it)
    Turn kingdom to dust
    (What about us)
    What about elephants
    (What about us)
    Have we lost their trust
    (What about us)
    What about crying whales
    (What about us)
    Ravaging the seas
    (What about us)
    What about forest trails
    (ooo, ooo)
    Burnt despite our pleas
    (What about us)
    What about the holy land
    (What about it)
    Torn apart by greed
    (What about us)
    What about the common man
    (What about us)
    Can’t we set him free
    (What about us)
    What about children dying
    (What about us)
    Can’t you hear them cry
    (What about us)
    Where did we go wrong
    (ooo, ooo)
    Someone tell me why
    (What about us)
    What about baby boy
    (What about it)
    What about the days
    (What about us)
    What about all their joy
    (What about us)
    What about the man
    (What about us)
    What about the crying man
    (What about us)
    What about Abraham
    (What about us)
    What about death again
    (ooo, ooo)
    Do we give a damn

    Aaaaaaaaah Oooooooooh
    Aaaaaaaaah Oooooooooh

    Embasamento Teórico:

    Segundo Vygotsky, o aprendizado se dá mediante a interação entre indivíduos que, juntos, promovem a socialização de experiências que consequentemente acarretarão num aprendizado.
    Assim sendo, trabalhar com músicas em Inglês, faz com que tenhamos uma promoção da diversidade cultural, onde podemos mostrar as diferenças existentes entre várias sociedades. (apud Lima, 2004)
    De acordo com a proposta da Professora Magna, os aspectos referentes à cultura, cidadania e meio ambiente são contemplados pela música de Michael Jackson, que faz uma “apelo” aos cuidados que devem ser tomados em relação ao mundo em que vivemos. Dessa forma, trabalharemos, de maneira lúdica e com propostas de conscientização, nosso conteúdo, que é Língua Inglesa, concomitantemente aos temas transversais propostos.

    Referência Bibliográfica:

    LIMA, L. R. O uso de canções no ensino de Inglês como língua estrangeira; a questão cultural.1 ed. Salvador: EDUFBa, 2004, v. 1, p. 173 – 192.

  11. O que é letramento digital?
    É um conjunto de conhecimentos que permite às pessoas participem de atividades práticas mediadas por computadores ou outro aparelho eletrônico. O letramento permite ao aluno a habilidade de construir sentido a partir de textos que mesclam palavras( escrita), sons( audição) , e saibam filtrar, procurar e avaliar informações que regem uma comunicação.
    Na formação continuada de professores, você considera importante as TICs por quê? Você as usa na sua sala de aula?
    È muito importante que seja trabalhado as TICs nos programas de formação continuada de professores, pois elas promovem a cultura e a formação essencial ao desenvolvimento da sociedade da informação e propõe uma visão estratégica. Quando trabalho em ambientes que permitem utiliza-las, eu as utilizo em sala de aula para que os alunos se interessem mais e aprendam de uma forma diferente.

    Uma vez que o aluno já tenha adquirido conhecimento de tecnologias, ele deve entrar em contato com ela, saber utilizá-la de forma prática entendendo seus usos e possibilidades. Isso é letramento digital, deve-se ter cuidado para não confundir letramento com alfabetização. Pois, na alfabetização o aluno adquire a tecnologia de ler e escrever, no letramento ele precisa saber utilizar a tecnologia na prática.
    De acordo com Magda Soares, letramento é o estado ou condição de quem exerce as práticas sócias de leitura e de escrita, de quem participa de eventos em que a escrita é parte integrante da interação entre pessoas. Portanto, para que isso se concretiza é necessário que se domine a escrita, e quando esta for aplicada deve-se ser capaz se participar de situações sociais que exigem a leitura e a escrita a partir das necessidades do meio em que vive.
    Durante a formação continuada de professores é importante que ele tenha as TICs como ferramentas que irão auxiliá-los em seu trabalho. Pois, elas são tecnologias e instrumentos usados para compartilhar, e distribuir informações, utilizando as para se comunicar, individualmente ou em grupo. O que auxilia os professores, e atrai os alunos.
    Portanto, para que haja o letramento digital os professores devem estar interessados e ávidos com novos conhecimentos de tecnologia e saber utiliza-los em sala de aula, para que haja uma maior interação entre aluno e professor e torne as aulas de Língua Estrangeira mais proveitosas.
    Aluna: Rosa Maria
    Curso de Formação Continuada da UFTM- Teorias Linguísticas e Ensino de Língua Estrangeira Inglês e Espanhol.
    WEB 2.0
    Busque uma letra de musica na internet e monte um plano de aula em língua estrangeira inglês ou español. Lembrando que o plano deve contextualizar a cultura, cidadania e o meio ambiente com embasamento teórico. (utilize o Google acadêmico. Pode ser feito em Língua materna Português do Brasil)
    1)Eu (Andréa C. Centeno Rodrigues da Cunha) e Rosa Maria de Oliveira, optamos pela música de Michael Jackson (Earth Song), que pode ser acessada pelo site:

    Earth Song
    Michael Jackson

    What about sunrise?
    What about rain?
    What about all the things
    That you said we were to gain?
    What about killing fields?
    Is there a time
    What about all the things?
    That you said was yours and mine
    Did you ever stop to notice
    All the blood we’ve shed before
    Did you ever stop to notice
    This crying Earth, its’ weeping shore

    Aaaaaaaaah Oooooooooh
    Aaaaaaaaah Oooooooooh

    What have we’ve done to the world?
    Look what we’ve done
    What about all the peace
    That you pledge your only son?
    What about flowering fields?
    Is there a time
    What about all the dreams?
    That you said was yours and mine
    Did you ever stop to notice
    All the children dead from war
    Did you ever stop to notice
    This crying Earth, its’ weeping shore

    Aaaaaaaaah Oooooooooh
    Aaaaaaaaah Oooooooooh

    I used to dream
    I used to glance beyond the stars
    Now I don’t know where we are
    Although I know we’ve drifted far

    Aaaaaaaaah Oooooooooh
    Aaaaaaaaah Oooooooooh (twice)

    Hey, what about yesterday
    (What about us)
    What about the seas
    (What about us)
    Heavens are falling down
    (What about us)
    I can’t even breathe
    (What about us)
    What about apathy
    (What about us)
    I need you
    (What about us)
    What about nature’s worth
    (ooo, ooo)
    It’s our planet’s womb
    (What about us)
    What about animals
    (What about it)
    Turn kingdom to dust
    (What about us)
    What about elephants
    (What about us)
    Have we lost their trust
    (What about us)
    What about crying whales
    (What about us)
    Ravaging the seas
    (What about us)
    What about forest trails
    (ooo, ooo)
    Burnt despite our pleas
    (What about us)
    What about the holy land
    (What about it)
    Torn apart by greed
    (What about us)
    What about the common man
    (What about us)
    Can’t we set him free
    (What about us)
    What about children dying
    (What about us)
    Can’t you hear them cry
    (What about us)
    Where did we go wrong
    (ooo, ooo)
    Someone tell me why
    (What about us)
    What about baby boy
    (What about it)
    What about the days
    (What about us)
    What about all their joy
    (What about us)
    What about the man
    (What about us)
    What about the crying man
    (What about us)
    What about Abraham
    (What about us)
    What about death again
    (ooo, ooo)
    Do we give a damn

    Aaaaaaaaah Oooooooooh
    Aaaaaaaaah Oooooooooh

    Embasamento Teórico:

    Segundo Vygotsky, o aprendizado se dá mediante a interação entre indivíduos que, juntos, promovem a socialização de experiências que consequentemente acarretarão num aprendizado.
    Assim sendo, trabalhar com músicas em Inglês, faz com que tenhamos uma promoção da diversidade cultural, onde podemos mostrar as diferenças existentes entre várias sociedades. (apud Lima, 2004)
    De acordo com a proposta da Professora Magna, os aspectos referentes à cultura, cidadania e meio ambiente são contemplados pela música de Michael Jackson, que faz uma “apelo” aos cuidados que devem ser tomados em relação ao mundo em que vivemos. Dessa forma, trabalharemos, de maneira lúdica e com propostas de conscientização, nosso conteúdo, que é Língua Inglesa, concomitantemente aos temas transversais propostos.

    Referência Bibliográfica:

    LIMA, L. R. O uso de canções no ensino de Inglês como língua estrangeira; a questão cultural.1 ed. Salvador: EDUFBa, 2004, v. 1, p. 173 – 192.

  12. 01- Por Letramento Digital entendemos um novo tipo, paradigma ou modalidade de letramento surgido com o advento de novas novas tecnologias de informação. Dessarte, há a necessidade de os indivíduos desenvolver habilidades que devem ser trabalhadas com urgência pelas instituições de ensino para que os aqueles constituam-se como autênticos cidadãos em um mundo cada vez mais cercado por máquinas eletrônicas e digitais.

    02- Consideramos as TICs extremamente importantes no contexto atual, uma vez que estamos inseridos em uma sociedade que cada vez vale-se mais das tecnologias de informação.

    Marcelo Maciel de Almeida:
    “Tenho utilizado as TICs tanto no ensino da Língua Materna como no ensino da Língua Estrangeira (Língua Inglesa). Para atingir meu escopo, produzi dois blogs diferentes – um voltado para a Língua Portuguesa (www.macieldealmeida.blogspo.com) e um de Língua Inglesa (www.mmacieldealmeidaprodocencia.blogspot.com). Tal motivação surgiu a partir do curso “Prodocência em Língua Inglesa”, desenvolvido pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro.
    Na escola de Língua onde atuo, utilizamos o “e-board” (quadro eletrônico digital interativo), que consiste em um software, um quadro branco e um projetor. Por meio dele desenvolvemos atividades diversas com recurso das TICs. Já na escola pública, onde trabalho com a Língua Portuguesa, valho-me do Laboratório de Informática, na qual posto atividades e os alunos devem postar comentários, respondendo a questões por mim propostas”.

    Jane Lúcia da Silva:
    “Utilizo recursos de multimídia na escola de idiomas em que atuo. Valho-me de atividades em CD rom, expostas por meio de data-show, na qual o aluno desenvolve as habilidades de escrita, compreensão auditiva e leitura. Nessa escola, no entanto, não utilizamos o Laboratório de Informática por falta de hábito. Na rede municipal tenho mais dificuldade de acesso às TICs já que o Laboratório de Informática nem sempre está disponível. Possuo um blog em construção no qual posto atividades de Língua Inglesa para uma futura utilização com os alunos (www.ianilucia.wordpress.com)”.

    03- LETRAMENTO DIGITAL E ENSINO

    Na sociedade hodierna, valemo-nos cada vez mais das novas tecnologias de informação – blogs, e-mails, sítios eletrônicos diversos, bate-papos virtuais, sítios de relacionamento e recursos multimídia diversos. Tais tecnologias têm causado um redimensionamento na prática pedagógica, pois o professor cada vez mais se integra

    PLANO DE AULA
    MAESTROS: Jane Lúcia da Silva
    Marcelo Maciel de Almeida

    OBJETIVOS: Introducir el léjico em la classes de Língua Inglesa para que los alumnos sepan la gramática y el conocimiento del mundo y el el medio ambiente.

    CONTENIDOS: passado (gramática), medio ambiente (vocabulario),

    METODOLOGÍA Y PROCEDIMIENTOS:
    Aula expositiva con cd player; letra de la música con las tareas a seren hechas;
    Habilidades: compreensión auditiva; lectura y escrita.
    Los maestros dicen a sus alumnos que van a trabjar con una letra de música que habla del medio ambiente y las consecuencias de la degradación del mismo (Time is ticking out, de la banda Irlandesa The Cranberries);
    Una fotocopia de la actividad es entregue a los alumnos para que completen con los verbos en el pretérito perfecto, participio y el significado de los verbos que no conocen en su lengua materna.

    EVALUACIÓN
    La correción será hecha por los maestros junto con sus alumnos. Verificaremos si el tópico gramatical aprendido el la clase pasada fue compreendido por los alumnos.

    TIME IS TICKING OUT – THE CRANBERRIES

    TASK I – Complete the chart below:
    VERBS
    MEANINGS
    PAST SIMPLE
    PAST PARTICIPLE
    care

    gone

    known

    left

    jugar

    say

    thought

    TASK 2 – Complete the lyrics with the missing verbs and put the verses of the song in the right order. Use the chart below to help you with the verbs:

    We’d better think about the things we (1) ______________
    We’d better think about the games we (2) ______________
    The world (3) ______________ round, around and round

    We’d better (4) ______________ about the consequences
    We’d better (5) ______________ about the global senses
    The time (6) ______________ out, the time (7) ______________ out

    What about Chernobyl?
    What about radiation?
    We don’t (8) ______________, we don’t (9) ______________

    ( ) For me love is all, for me love is all
    ( ) Gluttony, the human nation?
    ( ) What about deprivation?
    ( ) For me love is all, for me love is all
    ( ) We don’t know, we don’t know

    Time is ticking out

    Looks like we screwed up the ozone layer
    I wonder if the politicians (10) ______________
    And time (11) ______________ out, and time (12) ______________ out

    What about our children then?
    Is there nothing (13) ______________ for them?
    We don’t (14) ______________, we don’t (15) ______________
    For me love is all, for me love is all
    For me love is all, for me love is all
    Ahh they need oxygen, ahh they need oxygen
    For me love is all, for me love is all
    For me love is all, for me love is all

    Time is ticking out yeah
    The time is ticking out

    LETRA TRADUCIDA

    SERÍA MEJOR QUE PENSÁRAMOS LAS COSAS QUE DECIMOS
    SERÍA MEJOR QUE PENSÁRAMOS LOS JUEGOS QUE JUGAMOS
    EL MUNDO SE HIZO REDONDO, ALREDEDOR Y REDONDO

    SERÍA MEJOR QUE PENSÁRAMOS EN LAS CONSECUENCIAS
    SERÍA MEJOR QUE PENSÁRAMOS EN LOS SENTIDOS GLOBALES
    EL TIEMPO DE ACABÓ, EL TIEMPO SE ACABÓ

    ¿QUÉ HAY SOBRE CHERNÓBIL?
    ¿QUÉ HAY SOBRE LA RADIACIÓN?
    NO SABEMOS, NO SABEMOS

    ¿QUE HAY SOBRE LA PRIVACIÓN?
    ¿GLOTONERÍA, LA NACIÓN HUMANA?
    NO SABEMOS, NO SABEMOS
    PARA MÍ EL AMOR ES TODO, PARA MÍ EL AMOR ES TODO
    PARA MÍ EL AMOR ES TODO, PARA MÍ EL AMOR ES TODO

    EL TIEMPO SE ESTÁ ACABANDO

    PARECE QUE DESTRUIMOS LA CAPA DE OZONO
    ME PREGUNTO SI A LOS POLÍTICOS LES IMPORTA
    Y EL TIEMPO SE ACABÓ Y EL TIEMPO SE ACABÓ

    ¿QUÉ HAY SOBRE LOS NIÑOS?
    ¿NO QUEDA NADA PARA ELLOS?
    NO SABEMOS, NO SABEMOS
    PARA MÍ EL AMOR ES TODO, PARA MÍ EL AMOR ES TODO
    PARA MÍ EL AMOR ES TODO, PARA MÍ EL AMOR ES TODO
    AHH ELLOS NECESITAN OXIGENO, AHH ELLOS NECESITAN OXÍGENO
    PARA MÍ EL AMOR ES TODO, PARA MÍ EL AMOR ES TODO
    PARA MÍ EL AMOR ES TODO, PARA MÍ EL AMOR ES TODO

    EL TIEMPO SE ESTÁ ACABANDO SÍ
    EL TIEMPO SE ESTÁ ACABANDO.

  13. Conversando sobre Letramento Digital.(Pesquise no google para fazer a atividade)
    1-O que é letramento digital?
    Após algumas pesquisas quero manifestar o meu encantamento, pela definição de Magda Soares: “(letramento é) o estado ou condição de quem exerce as práticas sociais de leitura e de escrita, de quem participa de eventos em que a escrita é parte integrante da interação entre pessoas”. Para atingir esse estado ou condição é necessário dominar o código escrito e, ao fazer uso dele, ser capaz de participar das situações sociais que exigem o uso da leitura e da escrita, a partir de suas necessidades pessoais ou da sociedade em que vive. Isto significa um amplo leque de situações do cotidiano das pessoas, que podem ser: escrever uma lista de compras; orientar-se na cidade com ajuda de um mapa; entender a posologia na bula do remédio; escrever um poema; ler o horóscopo ou o resumo da novela; buscar informações sobre a situação econômica; ler artigos científicos ou mandar uma carta para um amigo.
    O conceito de letramento, ao ser incorporado à tecnologia digital, significa que, para além do domínio de “como” se utiliza essa tecnologia, é necessário se apropriar do “para quê” utilizar essa tecnologia.
    Fazendo uma síntese sobre Letramento digital, é fazer o uso da tecnologia digital de modo significativo com apropriação do “para quê” utilizar essa tecnologia. È oferecer oportunidades à sociedade de modo geral, a qual está constantemente se beneficiando dos progresso da tecnologia sem muitas vezes, ter consciência disso. Ela usufrui de tecnologia na medida em que a realização de atividades cotidianas pressupões a presença de recursos tecnológicos em algum estágio do processo. A tecnologia, através de inúmeros para meios audiovisuais, multimídia e outros disponibilizam dados e informações, permitindo novas formas de comunicação. Implica habilidades várias, tais como: capacidade de ler ou escrever para atingir diferentes objetivos.
    2- Na formação continuada de professores, você considera importante as TICs por quê? Você as usa na sua sala de aula?
    As novas tecnologias aplicadas no contexto educacional proporciona uma reestruturação na maneira de aprender e ensinar. Não é suficiente adquirir Televisão,Viodeocassetes, DVDs, Computador, etc., sem que haja uma mudança básica na postura do educador. Acho de grande importância o uso das TICs.Gostaria muito de colocar em prática várias atividades, algumas das quais aprendi no curso de formação continuada, mas na escola que trabalho não há possibilidades, falta os aparatos para colocar em prática as TICs. Me recordo de um dos textos de Paulo Freire ao afirmar o seguinte: “Hoje não é a escola a que faz a transformação, ela aprece para preservar. Ela reproduz e preserva. Mas o educador verdadeiro deve ser um militante permanentemente atualizado, porque sua opção não é preservar o que já existe aí, mas revitalizar o mundo”.
    Em pleno século XXI, o professor que resistir à mudança ou à inovar as prática pedagógicas, o mercado não o aceitará; Os jovens ( nossos alunos) estão conectados… muito…Não há aceitação para as didáticas do século passado. Caso contrário desista da profissão .
    A formação de professor é um processo renovador e contínuo pelo qual conhecimentos e práticas se efetivam. O amplo uso de materiais visuais, e às vezes sonoros, exemplo, os blogs na internet, contribui para tornar mais complexo ainda o processo de comunicação desses, uma vez que as imagens – que parecem apenas complementares – podem ser tão significativas quanto o texto escrito.
    3-Produza um texto argumentativo sobre letramento digital.
    Em pleno século XXI, o professor que resistir à mudança ou à inovar as prática pedagógicas, o mercado não o aceitará; Os jovens ( nossos alunos) estão conectados… muito…Não há aceitação para as didáticas do século passado. Caso contrário desista da profissão .A formação de professor é um processo renovador e contínuo pelo qual conhecimentos e práticas se efetivam. O amplo uso de materiais visuais, e às vezes sonoros, exemplo, os blogs na internet, contribui para tornar mais complexo ainda o processo de comunicação desses, uma vez que as imagens – que parecem apenas complementares – podem ser tão significativas quanto o texto escrito.
    TAREFA 2
    Busque uma letra de musica na internet e monte um plano de aula em lìngua estrangeira inglês ou español.Lembrando que o plano deve contextualizar a cultura, cidadania e o meio ambiente com embasamento teórico. (utilize o google acadêmico.Pode ser feito em Língua materna Português do Brasil)
    Conversando sobre Letramento Digital.(Pesquise no google para fazer a atividade.

    PLANO DE AULA
    OBJETIVOS:
    – Ler textos-canção e reconhecer suas características principais.
    – Reconhecer palavras em atividades de audição e saber grafá-las.
    – Avaliar a influência da cultura local em uma produção musical.
    – Retomar o uso de pronomes (sujeito e objeto) e tempos verbais (presente e passado simples).
    – Ampliar o vocabulário, relacionando léxico com contexto de produção da canção.

    Conteúdos
    – Leitura.
    – Ampliação de vocabulário.
    – Tempos verbais (presente simples e passado simples).
    – Pronomes pessoais.
    – Adjetivos possessivos.
    MATERIAL: Letra da música: SAME MISTAKE ( CÓPIA PARA OS ALUNOS )
    Vídeo : http://www.youtube.com/watch?v=VcuaC2Xh1dk


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: